quinta-feira, novembro 12, 2009

Da Cartola do Poeta

Da Cartola do Poeta
Olhe profundamente nos meus olhos.
Isso! Agora relaxe.
Sinta seu corpo adormecer, feche as pálpebras.
Você está cansado. Relaxe.
Esqueça o mundo e o passado.
Você é o Agora.
Agora, leia:

O que parece...
O que é...
Desvanece.
Cai o pano.
Revela-se:
        Palavra

Para lavrar o solo da mente,
Semente criativa semeia,
Em meio fértil cresce,
Floresce na primavera.
Efêmeras frutas da estação!
Um fragmento, uma ilusão.

Plantam-se as letras,
Cultivam-se palavras,
Colhem-se os versos,
Cozinham-se as estrofes.
E serve-se uma boa torta de poesia!
Mastigue essa fração de fantasia!

O que parecia...
O que era...
Revelou-se!
Da cartola do poeta,
Provou-se:
        Arte

por Paulo Alonso

16 comentários:

  1. Mandinha ^^ ( CMM ;D )12 de novembro de 2009 01:14

    Aaaaaahh o meu poeta favorito ^^
    q tem na alma a própria poesia...
    e nas palavras o encanto mágico dos sentimentos ^^
    adoro td q vc escreve... pois transparece td q sente... isso é incrível ^^

    beeeijo Paulo =D

    ResponderExcluir
  2. É tipo quando vc faz panqueca e recheia com chocolate e mortadela! Parabens!

    ResponderExcluir
  3. hahaha Gostei da observação do amigo aí em cima!

    Das duas uma: Ou em outra vida Paulo foi cozinheiro ou foi mágico! rs
    Porque nessa ele é poeta, poeta danado e malabarista das palavras.
    E vamos nós mastigando a fantasia...
    Misture tudo e prova-se: literatura contemporanea!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo!

    "da cartela do poeta, provou-se arte"

    Sim, e arte da melhor qualidade!

    ResponderExcluir
  5. uma poesia lisérgica. contraditória, no bom sentido, no melhor dos sentidos.

    gostei daqui! parabéns pelo blog autores

    ResponderExcluir
  6. Muito melhor do que coelho!!!

    Parabéns, Paulo!

    ResponderExcluir
  7. Faço minhas as palavras daquele amigo... "esta show de bola"... hahah

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Lindas palavras, que saciam as vontades da alma! Paulo, vc tem o dom de despertar ótimos sentimos através da sua poesia... parabéns... Sinto-me orgulhosa e privilegiada por te conhecer... eu sou amiga de um poeta...rsrs... não é para qualquer um... Beijos!!

    ResponderExcluir
  9. las bellas palavras , resumindo otimo estamos maravilhados com tanta beleza abraço

    ResponderExcluir
  10. muito bonito.

    eu pessoalmente tenho preferido poemas de bêbados e gente esmagada pelo mundo. mas o seu, não sei, é inteligente e me parece mais sóbrio e feliz. desculpa se você for um alcóolatra desempregado, não quis te ofender.

    mas é bonito.

    ResponderExcluir
  11. belíssimo. Sou suspeito para falar, mas o Paulinho é meu ídolo. Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  12. Peraí, peraí, deixa eu passar por debaixo da mesa enquanto mastigo essas palavras!!!

    hehee!
    Ótimo poema... meus parabéns, Paulo!

    ResponderExcluir
  13. Paulo parabéns pela estreia aqui!!
    Lindas palavras que traduzem os mais belos sentimentos...
    parabéns por saber fazer está tradução de sentimentos.
    bjinhuss

    ResponderExcluir
  14. Uia.. Parabéns, mais uma vez se superando! hehe...
    E Lembre-se da máxima dita e difundida pelos super-heróis:
    "O Migué é de vocês!"

    ResponderExcluir
  15. particularmente, sou apaixonada por textos desse estilo. uma poesia bem construída. e falando da tão admirada por mim, e noto que por vocês também, a palavra. minha musa, e também arte.

    muito bom.

    voltarei sempre.

    ResponderExcluir
  16. Não existe mágica melhor que essa existente nas palavras...

    Mágicos assim somos todos, colhendo nossos sonhos como ilusionistas de nossas vidas...

    Parabénssss

    ResponderExcluir