sexta-feira, maio 07, 2010

Sós

Corre por entre meus lábios as palavras que roubo dos teus olhos.
Teu gosto, por entre meus poros, tem o doce do teu veneno.
Eu te respiro no azul das manhãs.

Em minhas esquinas encontro tuas cenas.
Mas o futuro me acena em silêncio.
Ainda tenho meu passado preso na estante.
E hoje, os segundos contam meu suspirar em teus braços.

Te tenho no instante agora.
Amanhã, volte e me implore.
Me disfarço, vou-me embora.

Me tens como quer e a qualquer hora.
Amanhã, se desfaça. Não demore.

O não é aos laços...
Sim aos nós...

Temos asas.
Nascemos do sopro da liberdade.
E por enquanto, melhor sós!!

Um comentário:

  1. Estou nesse time ai também rsrsrs

    Lindas palavras querida. Beijo!

    ResponderExcluir